tempo de atendimento,demora para o plano de saúde lhe atender? sabia que existe lei limitando o tempo?

tempo de atendimento,demora para o plano de saúde lhe atender? sabia que existe lei limitando o tempo?
5 (100%) 3 votes

tempo de atendimento,demora para o plano de saúde lhe atender? sabia que existe lei limitando o tempo?

 

tempo de atendimento,demora para o plano de saúde lhe atender? sabia que existe lei limitando o tempo?
tempo de atendimento,demora para o plano de saúde lhe atender? sabia que existe lei limitando o tempo?

uma coisa terrível e que ninguém gosta é ser atingido por uma maldita virose (jargão mega ultra hiper utilizado quando o médico ainda não sabe de fato o que vocÊ tem e já está cansado para te atender em algumas vezes bem) só que existe algo bem pior que isso e que eu,você e seu amigo estão sujeitos no mercado do atendimento médico ,vejamos alguns exemplos Ruins (lembrando que não são todos são apenas alguns péssimos profisisonais que fazem coisas do tipo):

 

1º tem médico que vai te recusar atendimento e isso até mesmo se vocÊ for um bebê,vejamos :

 

2º a demora no atendimento e é aqui que inicia o nosso tema de hoje galera .

 

aqui na região do Rio de janeiro existe normas que regulam

tempo na fila do Banco

tempo para ser contemplato por alguns direitos

e em nosso caso tempo máximo para atendimento isso mesmo vocÊ provalvelmente não sabia disso mas sim vocÊ tem direito a um tempo máximo para atendimento,vejamos:

 

Pegando a lei 5316 podemos ver em seus artigos que a lei é clara quanto ao tempo de atendimento máximo de 20 minutos dá uma olhada :

Art. 1º Ficam as empresas operadoras de planos de saúde, seguradoras e prestadoras de serviços públicos ou privados obrigadas a manter, em funcionamento, para atendimento dos clientes e usuários, escritório ou loja com endereço fixo.

Art. 2º As empresas operadoras de planos de saúde, seguradoras e prestadoras de serviços públicos ou privados deverão promover o atendimento aos clientes e/ou usuários no prazo máximo de 20 (vinte) minutos.

§1º O controle de atendimento de que trata o caput deste artigo será realizado através de emissão de senhas numéricas emitidas pela empresa ou órgão público, onde constará:

I – nome e número da instituição;

II – número da senha;

III – data e horário de chegada do cliente;

IV – rubrica do funcionário da instituição.

galera deficiente,idoso,gestante tem preferência não se  esqueçam heim 

§2º Será garantido o atendimento preferencial e exclusivo aos maiores de 65 (sessenta e cinco) anos, gestantes, pessoas portadoras de deficiência física e pessoas com crianças de colo, também, através de senha numérica.

Art. 3º As empresas operadoras de planos de saúde, seguradoras e prestadoras de serviços públicos ou privados deverão promover o atendimento a todas as pessoas com deficiência, tornando os locais acessíveis com rampas quando necessários e ainda, observando-se em caso de pessoas portadoras de deficiência auditiva, atendimento prioritário em LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais.

Caso tenha interesse em ver por inteiro esta lei dá uma olhada a seguir e obrigado pela atenção.

tempo de atendimento,demora para o plano de saúde lhe atender? sabia que existe lei limitando o tempo?

O Presidente da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, em conformidade com o que dispõe o §5º, combinado com o §7º, do artigo 115 da Constituição Estadual, promulga a Lei nº 5.316, de 17 de novembro de 2008, oriunda do Projeto de Lei nº 1133-A, de 2003.

LEI Nº 5.316, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2008.

OBRIGA AS OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE, EMPRESAS SEGURADORAS E PRESTADORAS DE SERVIÇOS PÚBLICOS OU PRIVADOS A MANTER, EM FUNCIONAMENTO, LOCAL PARA ATENDIMENTO AOS CLIENTES E/OU USUÁRIOS.

A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

D E C R E T A:

Art. 1º Ficam as empresas operadoras de planos de saúde, seguradoras e prestadoras de serviços públicos ou privados obrigadas a manter, em funcionamento, para atendimento dos clientes e usuários, escritório ou loja com endereço fixo.

Art. 2º As empresas operadoras de planos de saúde, seguradoras e prestadoras de serviços públicos ou privados deverão promover o atendimento aos clientes e/ou usuários no prazo máximo de 20 (vinte) minutos.

§1º O controle de atendimento de que trata o caput deste artigo será realizado através de emissão de senhas numéricas emitidas pela empresa ou órgão público, onde constará:

I – nome e número da instituição;

II – número da senha;

III – data e horário de chegada do cliente;

IV – rubrica do funcionário da instituição.

§2º Será garantido o atendimento preferencial e exclusivo aos maiores de 65 (sessenta e cinco) anos, gestantes, pessoas portadoras de deficiência física e pessoas com crianças de colo, também, através de senha numérica.

Art. 3º As empresas operadoras de planos de saúde, seguradoras e prestadoras de serviços públicos ou privados deverão promover o atendimento a todas as pessoas com deficiência, tornando os locais acessíveis com rampas quando necessários e ainda, observando-se em caso de pessoas portadoras de deficiência auditiva, atendimento prioritário em LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais.

Art. 4º Os locais para atendimento de que trata o Artigo 1º desta Lei deverão funcionar em horário comercial, cabendo-lhes receber as reclamações e denúncias que venham a ser feitas pelos clientes e usuários contra os serviços e/ou atendimentos oferecidos pelas empresas.

Parágrafo único As reclamações e/ou denúncias de que trata o caput deste artigo deverão ser obrigatoriamente protocoladas, no ato do recebimento, por funcionário devidamente identificado.

Art. 5º Não ficam dispensadas do cumprimento que determina esta Lei as empresas que possuem sistema de tele-atendimento.

Parágrafo único As empresas referidas no caput desta Lei, com sede em outros estados da federação, estão, também, obrigadas a manter em funcionamento o seu escritório de atendimento aos clientes e usuários na Cidade do Rio de Janeiro.

Art. 6º O descumprimento do disposto nesta Lei sujeitará o infrator às seguintes sanções:

I – advertência;

II – multa de 10.000 (dez mil) a 20.000 (vinte mil) Unidades Fiscais do Estado do Rio de Janeiro.

Art. 7º Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação.

Art. 8º Ficam revogadas as disposições em contrário.

Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, em 17 de novembro de 2008.

DEPUTADO JORGE PICCIANI
Presidente

Hide details for Ficha TécnicaFicha Técnica

GOLPE DO TELEFONE NO HOSPITAL- FAMILIAS DE PACIENTES LEVAM GOLPE

GOLPE DO TELEFONE NO HOSPITAL- FAMILIAS DE PACIENTES LEVAM GOLPE
5 (100%) 14 votes

GOLPE DO TELEFONE NO HOSPITAL- FAMILIAS DE PACIENTES LEVAM GOLPE

GOLPE DO TELEFONE NO HOSPITAL- FAMILIAS DE PACIENTES LEVAM GOLPE
GOLPE DO TELEFONE NO HOSPITAL- FAMILIAS DE PACIENTES LEVAM GOLPE

 

AI VOCÊ ESTÁ NO HOSPITAL DOENTE PRECISANDO DE UM TRATAMENTO E SUA FAMÍLIA PREOCUPADA COM VOCÊ NAQUELA AFLIÇÃO IMENSA RECEBE AQUELA BENDITA LIGAÇÃO DE COBRANÇA VOCÊ PREOCUPADO COM A CONTA E A SUA FAMÍLIA SEM SABER RECEBENDO UM DOS MAIORES GOLPES DO MERCADO A COBRANÇA FALSA . TAL GOLPE ESTA SENDO APLICADO EM TODO O BRASIL E AS FAMILIAS INFELIZMENTE ESTÃO CAINDO NESTE GOLPE VEJAMOS UM VIDEO QUE FALA SOBRE ISSO ABAIXO

 

 

OCORRE QUE EXISTE UMA LEI GALERA AQUI NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO QUE VISA A COIBIR ESTE TIPO DE FRAUDE E ELA ESTA ABAIXO

VEJAMOS O QUE ELA FALA :

OBSERVANDO A LEI VERIFICAMOS QUE CONFORME O ARTIGO 1º DA LEI AS COBRANÇAS DEVEM SER FEITAS DE FORMA PESSOAL COM ISSO JÁ CORTA TOTALMENTE  A HISTORINHA DO FRAUDADOR MUQUIRANA QUE TE LIGA NA HORA DA DIFICULDADE.

 

 

Art. 1° – A cobrança para realização de procedimentos laboratoriais e/ou cirúrgicos pelas unidades de saúde da rede privada, localizados no Estado do Rio de Janeiro, deverão ser feitas de forma pessoal, ao responsável pelo paciente.

Parágrafo Único. considera-se responsável, para efeito do disposto na presente lei, a pessoa indicada no prontuário ou ficha administrativa, indicada no ato da entrada do paciente na unidade de saúde.

 

PARA PIORAR AINDA MAIS A DIFICULDADE DO BANDIDO A LEI AINDA INDICA AS FORMAS QUE PODEM SER PAGAS AS DESPESAS HOSPITALARES,VEJAMOS:

 

Art. 2° – Em caso de necessidade de pagamento de procedimento laboratorial e/ou cirúrgico, este será feito, exclusivamente:

I – depósito bancário, em conta de propriedade da unidade de saúde;
II – cheque nominal à unidade de saúde;
III – cartão de crédito ou débito;
IV – pagamento em dinheiro, mediante recibo.

Parágrafo Único. Caberá à unidade de saúde a estabelecer os meios possíveis de pagamento, dentre as formas dispostas neste artigo.

 

 

ENTÃO GALERA COMO DICA DE HOJE INDICO QUE VERIFIQUEM TUDO E EVITEM CEDER AS LIGAÇÕES DAS UNIDADES HOSPITALARES POIS PODEM SER GOLPISTAS QUERENDO ROUBAR O SEU DINHEIRO.

 

A SEGUIR FICARÁ A LEI PARA SUA CONSULTA ,OBRIGADO NOVAMENTE GALERA.

 

 

 

GOLPE DO TELEFONE NO HOSPITAL- FAMILIAS DE PACIENTES LEVAM GOLPE

 

O Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, em conformidade com o que dispõe o §5º combinado com o § 7º do artigo 115 da Constituição Estadual, promulga a Lei nº 7.347, de 14 de julho de 2016, oriunda do Projeto de Lei nº 80, de 2015.

LEI Nº 7347 DE 14 DE JULHO 2016.

DISPÕE SOBRE A COBRANÇA PARA A REALIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS PELOS HOSPITAIS DA REDE PRIVADA DE SAÚDE.

A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

D E C R E T A:

Art. 1° – A cobrança para realização de procedimentos laboratoriais e/ou cirúrgicos pelas unidades de saúde da rede privada, localizados no Estado do Rio de Janeiro, deverão ser feitas de forma pessoal, ao responsável pelo paciente.

Parágrafo Único. considera-se responsável, para efeito do disposto na presente lei, a pessoa indicada no prontuário ou ficha administrativa, indicada no ato da entrada do paciente na unidade de saúde.

Art. 2° – Em caso de necessidade de pagamento de procedimento laboratorial e/ou cirúrgico, este será feito, exclusivamente:

I – depósito bancário, em conta de propriedade da unidade de saúde;
II – cheque nominal à unidade de saúde;
III – cartão de crédito ou débito;
IV – pagamento em dinheiro, mediante recibo.

Parágrafo Único. Caberá à unidade de saúde a estabelecer os meios possíveis de pagamento, dentre as formas dispostas neste artigo.

Art. 3° – Comprovada a urgência na realização do procedimento, é vedado a unidade de saúde condicionar a sua realização ao depósito bancário do responsável.

Art. 4° – As unidades de saúde de que trata a presente lei ficam obrigadas a divulgar, dentre outras, por meio de cartazes e avisos, a forma de cobrança para realização de procedimentos laboratoriais e/ou cirúrgicos.

Parágrafo Único. Nos avisos de que trata o caput deste artigo, deverá constar expressamente a vedação de cobrança por telefone, e-mail ou qualquer forma diversa ao procedimento disposto na presente lei.

Art. 5º – O descumprimento ao disposto na presente lei sujeitará a unidade de saúde as sanções dispostas na Lei Federal nº 8078, de 11 de setembro de 1990 e o ressarcimento por eventuais danos causados ao consumidor.

Art. 6º – Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação.

Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, em 14 de julho de 2016.

DEPUTADO JORGE PICCIANI
Presidente

 

direitos da gestante-direitos da grávida – direito do trabalho

direitos da gestante-direitos da grávida – direito do trabalho
5 (100%) 1 vote

direitos da gestante-direitos da grávida – direito do trabalho 

 

AS GESTANTES HOJE COM BASE NO AVANÇO DA LEGISLAÇÃO PÁTRIA (EM TESE CLARO) VEM ADQUIRINDO ALGUNS DIREITOS IMPORTANTES DE SEREM CITADOS COMO POR EXEMPLO :

  • A GARANTIA DE EMPREGO ATÉ 5 MESES APÓS O PARTO
  • A LICENÇA MATERNIDADE DE 120 DIAS EXTENSIVEL ATÉ 180 CASO A EMPRESA TENHA CONVÊNIO COM O EMPRESA CIDADÃ
  • SER A GESTANTE DISPENSADA  6 VEZES PARA CONSULTAS  MÉDICAS E EXAMES COMPLEMENTARES
  • HOJE AS EMPREGADAS DOMÉSTICAS TAMBÉM TEM DIREITO A GARANTIA DE EMPREGO E NÃO TÃO SOMENTE A LICENÇA DE 120 DIAS.

VEJAM O VIDEO E CURTAM ALGUMAS DICAS :

 

 

 

 

 

AS CATEGORIAS PROFISISONAIS TODAS TEM OS MESMOS  DIREITOS MAS ALGUMAS CATEGORIAS ATRAVÉS DOS DISSIDIOS,ACORDOS E CONVENÇÕES COLETIVAS PODEM TER ALGUNS BENEFÍCIOS A MAIS DAI É PECULIARIEDADE DA PRÓPRIA CATEGORAI PROFISSIONAL.

 

 

 

……………………………………………………………………………………………………..

SABEMOS GALERA QUE O MELHOR MESMO E O MAIS CORRETO É PRONTAMENTE ASSIM QUE IDENTIFICADO O ESTADO GRAVIDICO,INFORMAR DE UMA FORMA DOCUMENTAL O EMPREGADOR PARA QUE SE FORMALIZE O COMUNICADO,SE INSTAURE O DIREITO A ESTABILIDADE(MESMO QUE OS TRIBUNAIS JÁ ENTENDEM QUE DESDE QUE SE CONFIRME A FORMAÇÃO DO FETO JÁ  É ESTAVEL) E A GRÁVIDA FIQUE MAIS SEGURA PSICOLOGICAMENTE.

 

ENQUANTO A MULHER ESTA NA LICENÇA DE 120 DIAS ELA RECEBE SALÁRIO CHAMADO DE SALÁRIO MATERNIDADE,ESTE PAGO PELO EMPREGADOR  E CALCULADO NO VALOR DA REMUNERAÇÃO MENSAL JÁ SE FOR EMPREGADA DOMÉSTICA O VALOR É CONFORME O ULTIMO SALARIO DE CONTRIBUIÇÃO PAGO PELO PRÓPRIO INSS,JÁ A AUTÔNOMA O CALCULO É COM BASE EM 1/12 PAGO PELO INSS

 

 

POSTERIORMENTE IREI FAZER UM CONTEÚDO MELHOR ELABORADO COM ALGUMAS OUTRAS DICAS PERTINENTES QUE NÃO SE FIZERAM PRESENTE AQUI OK.

 

AGRADEÇO SUA PRESENÇA.